Rádio Engenho Velho

sábado, 23 de março de 2013

Procissão do Fogaréu arrasta dezenas de fiéis em Várzea Alegre


Aconteceu nesta sexta-feira, 22, no município de Várzea Alegre, a procissão do fogaréu, tradição cultural de penitentes que é mantida há mais de cinqüenta anos nesta cidade. A procissão teve início às 19h20min, marcando a abertura dos ritos religiosos da povo varzealegrense por ocasião da Semana Santa, que oficialmente para os católicos começa com o Domingo de Ramos, celebrado neste dia 24 de março.Neste ano, a manifestação reuniu 3 grupos locais, Riachinho, Riacho Verde e Jatobá e 2 grupos convidados, As Incelências e os Penitentes Irmãos da Cruz da cidade de Barbalha. Nos últimos sete anos, o evento passou a ser organizado e apoiado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Os penitentes se reuniram em frente à Capela de São Vicente e depois seguiram em procissão pelas ruas São Vicente, Dr. Leandro Correia e Deputado Luiz Otacílio Correia, até a capela de São Francisco, no bairro Betânia. Ao chegar à capela de São Francisco, o grupo de penitentes de Várzea Alegre, coordenado por Vicente Bachó, entoou um bendito em memória de Sousa Sobrinho, radialista e defensor da cultura popular que faleceu em 12 de maio de 2012.

Em Várzea Alegre, os penitentes seguem a tradição milenar de caminhar em procissão conduzindo nas mãos tochas acesas, cantando benditos e praticam a autoflagelação (cordões com artefatos em aço nas pontas que usam para bater nas costas). O ritual religioso atrai multidões.
ReligiosidadeO secretário de Cultura do município, Milton Bezerra, disse que a Prefeitura mantém a tradição dos penitentes como forma de valorizar e transmitir para as novas gerações aspectos da religiosidade popular e cultural. "Não podemos esquecer essas manifestações", observou.

"O nosso apoio tem por objetivo assegurar a manutenção desses grupos e que esses ritos continuem passando de geração para geração". Os penitentes são uma tradição antiga, com origens que remontam à época medieval na Europa e foi introduzida na região por intermédio do padre cearense, Ibiapina. Neste município, a tradição chegou a partir do distrito de Canindezinho.

O prefeito de Várzea Alegre, Vanderlei Freire, manifestou entusiasmo em manter a tradição do evento do fogaréu, apoiando a vinda de outros penitentes que se associam aos grupos locais. "O nosso esforço é para contribuir com a manutenção desse aspecto cultural e religioso, que ainda se mantém nessa região do Ceará". Os penitentes são homens idosos e jovens vestidos com capuzes e batas vermelhas e pretas. Saem em caminhada cantando benditos e levando luminárias e cruzes.


Assessoria de Imprensa 

Nenhum comentário: